Autodeterminação dos povos e integração latino-americana por meio da valorização da cultura e da democratização da comunicação.

Share
→ Conheça o Soyloco
16 de fevereiro de 2009 —

Minha brasilidade

 

Sou brasileira. Do Paraná. Sul do país. Muito tenho dito isso. Não só pela óbvia diferença entre eu (e muitas vezes meus parceiros) e as pessoas locais. Mas também pela triste constatação de que o Brasil não se conhece.

 

Se aí pensamos que não sabemos nada destes lados de cá, aqui não é diferente. Algumas pessoas me falam que já viram reportagens e ouviram sobre Curitiba. Que é uma cidade fria, não é? Além de uma cidade modelo. É, nosso slogan chegou muito antes de nossa cultura, nossa aparência, nossas verdades.

 

Sinto que o desconhecimento traga preconceitos. Nas ruas, muitas vezes ouvi falarem comigo em outras línguas: inglês, francês, espanhol, italiano! Tudo se tenta antes de ouvir um descontraído, nãooo, sou brasileira. As vezes uma piada, as vezes um retruco. Tento mostrar que o Brasil é grande em suas dimensões, e no seu povo.  

 

A descendência indígena, africana e portuguesa aqui é a mais presente, e por não conhecerem que a nossa descendência é mais alemã, polonesa e italiana, algumas pessoas não acreditam quando me ouvem falar português. Não acreditam mesmo. Uma senhora continuava falando um portunhol devagarzinho comigo, pra que eu entendesse. No fim, disse que eu falava muito bem o português, mesmo eu lhe repetindo que era do Brasil.

 

Como um teste de paciência e de minha brasilidade, surpreendo por ser assim, a mistura do Brasil em meu sangue, apesar de parecer de longe pela minha pele. Busco com isso, mostrar que o Brasil é maior do que suas origens, porque é uma enorme mistura de raça e cor, credo e música. Cada vez mais sou brasileira, com muito orgulho e com muito amor.

 

Oh! Terra Boa!  

Tags da rede Soyloco