Autodeterminação dos povos e integração latino-americana por meio da valorização da cultura e da democratização da comunicação.

Share
→ Conheça o Soyloco
1 de junho de 2010 —

Que tal aprendermos na prática e ainda ajudarmos quem necessita?

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Escrevo este texto pois há algo que me incomoda e poderia ser potencializado para o bem.
Em poucas palavras, sugiro aos professores e estudantes que incluam no Ensino-
a Extensão.

O que quero dizer com isso?

De uma forma prática, ao invés de realizarmos trabalhos sobre megacorporações
que nunca irão utilizá-lo, devido – entre outras coisas – a superficialidade, pois na maioria dos casos, há uma enorme restrição: a dificuldade de acesso a informações, limitando-se a internet – sites institucionais e a nossa cabeça.

Porque não fazer dos estudantes consultores voluntários?
Através da elaboração de projetos reais com informações reais, com organizações reais, que serão apresentados a organização estudada e sua implementação ficará em sob a decisão de seus gestores. Quantos “projetos” seriam de muito interesse para diversas organizações, mas por diversos motivos são inviáveis de ser realizados como plano de marketing, demonstração financeira, planejamento tributário, etc.

Imagine que interessante para o estudante ter que ir atrás de uma organização compatível, abordá-la contextualizando-a, informando os objetivos, as possibilidades, a importancia pedagógica para sua formação, acredito que dessa forma aliar a prática a teoria.. Será que isso é tão inviável? Quem não conhece o gestor de uma organização? Seja a padaria da rua de casa, a empresa do tio, a barraca de cachorro quente do brother, a ong dos companheiros militantes?

Poderiamos assim aumentar consideravelmente a execução de um dos principais objetivos da nossa querida UFPR, a Extensão, que incluirá necessariamente o tripé ensino-pesquisa-extensão auxiliando portanto, a formação do estudantes e a difulsão do conhecimento para quem necessita.

Trata-se de uma mão de via dupla, deve partir dos estudantes e dos professores, mas o que não dá é ficar parado esperando alguém fazer.

Tags da rede Soyloco