Autodeterminação dos povos e integração latino-americana por meio da valorização da cultura e da democratização da comunicação.

Share
→ Conheça o Soyloco
8 de julho de 2010 — anacarolina

Maldita travessa Itararé!

Aos desavisados de plantão, que porventura precisem algum dia deixar seus veículos – bicicletas, ou mesmo transitar a pé – na travessa Itararé, no centro de Curitiba, entre a Av. Mariano Torres e Rua Conselheiro Laurindo, muito cuidado.

Essa região do centro antigo de Curitiba, próximo ao terminal do Guadalupe, na itararé – entre a Tibagi e a Conselheiro Laurindo -, tem um “bando de ladrões” organizados que constumam roubar e furtar carros e pessoas em troca de uma pedra de crack. Eu nunca estacionei o carro nessa rua mas devido a uma vigília de 24 horas da igreja do Guadalupe, não tive outra opção! Se via Diretran guinchando carro estacionado em local inapropriado, gente entrando e saindo, movimento, mas polícia que é bom nada!

Eu mesmo fui vitima de furto no dia 27 de Junho, Domingo, por volta das 18h na Travessa “dos infernos” da Itararé. Estouraram meu vidro, tentaram entortar a porta do passageiro, furtaram som, estepe e cortaram fiação elétrica da bateria do carro.  Sem poder dar partida elétrica e com o carro desprotegido, sem referência de seguro e sem telefone celular pra ligar pra alguém que pudesse ajudar… meus agradecimentos a senhora moradora do Edifício “bendito” Itararé que chamou a polícia e viu os ladrões “de sempre” fazerem o estrago. Se eu não tivesse ligado novamente, a polícia não viria já que eles acharam se tratar de trote…eis  minha programação de fim de domingo junino.

Segundo moradores, o grupo ataca semanalmente e a polícia pouco ou nada faz. Alguns moradores já foram agredidos pelo “bando”, roubados e até ameaçados.  Carros já foram até desmontados inteiro, ficando só a carcaça; até caso de botar fogo em carro se pode ouvir entre os residentes na região.

Enfim, ficar atento com a travessa itararé é importante já que os meliantes agem livremente. Depois dessa “sopa pro azar”, a maré estava tão negativa que até o pneu do carro furou esses dias e nem estepe pra trocar havia. Eita nós! O pêndulo vai e vêm, mas a segurança urbana segue constante na mesma pegada!

Tags da rede Soyloco